Connect with us

Handebol

Handebol: Plantando sementes para colher em breve

© Henrique Porto (Agência Avante!)

© Henrique Porto (Agência Avante!)

Passando por uma reformulação, o handebol de Jaraguá do Sul não teve um ano vitorioso. Porém, com uma base forte, apresentou atletas que podem dar alegrias à modalidade num futuro breve.

Para o técnico Ademir de Oliveira, a falta de título na temporada é completamente normal, pelo fato da modalidade passar por uma nova administração e ter equipes jovens – em ambos os naipes – para a disputa de grandes campeonatos.

“Foi um ano onde tivemos que recompor uma série de coisas, além de ter dois grupos muito novos, tanto no masculino como no feminino, com atletas entre 14 e 15 anos. Então, por ser um ano que nos reformulamos, foi muito bom e atingimos as expectativas propostas no início de janeiro”, disse Oliveira.

Em questão de resultados, o mais importante, segundo o treinador, foi o quinto lugar do feminino na 13ª edição dos Jogos da Juventude Catarinense (Olesc), realizado em setembro, na cidade de Caçador, onde as meninas caíram no mata-mata diante de Palma Sola, por 19 a 16.

No Campeonato Catarinense, o sub-14 feminino terminou na sexta colocação entre doze equipes, somando três vitórias, um empate e duas derrotas. Teve a atleta Franciele Eigen como a melhor pivô da competição, além de Jenyffer Monique Stinghen escolhida a melhor ponta esquerda.

Na Copa Santa Catarina, que aconteceu em Tubarão, veio o resultado mais expressivo do handebol no ano. A equipe feminina chegou até a final, vencendo Lages, Barra Velha e Laguna. Foi vice-campeã, ao ser superada na decisão por Balneário Camboriú. No mesmo campeonato, o masculino fechou em sexto lugar com duas vitórias e quatro derrotas.

Individualmente, a modalidade teve destaques para sete atletas. Anne Elizabeth Hinkeldey, Joice Paim e Taniéli Lais Schroder foram selecionadas para o Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica, na categoria cadete. Já os meninos Bruno Silveira Camilo, Daniel Oldenburg, Gustavo Almir Liesenberg e Jean Carlos Barbosa acabaram convocados em outubro, para a edição de 2014 do mesmo evento.

Já pensando no próximo ano, Oliveira citou o que espera e os principais objetivos do handebol jaraguaense. “Esperamos que o ano que vem seja bom, no sentido de resultados. Estou apostando muito na Olesc, onde temos a expectativa de ficar entre os quatro melhores. Além disso, a repercussão do título mundial do Brasil pode fazer com que aumente o número de crianças praticando o esporte, o que pode nos fortalecer bastante”, finalizou.

More in Handebol