Connect with us

Ciclismo

Ciclismo: Largada atrás de um sonho olímpico no BMX

© Henrique Porto (Agência Avante!)

© Henrique Porto (Agência Avante!)

Os ‘bikers’ Guilherme Donat Bourscheidt, da categoria Elite, e Felippi Gonçalves, da Junior, não são favoritos na corrida por vagas nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Sabem disso, mas nem por isso desistem de seus sonhos e partiram na tarde de ontem (13) rumo à Quito, no Equador. Lá disputam, no fim de semana (dias 17 e 18), os campeonatos Sul e Latino-americano de bicicross.

As competições valem para o ranking mundial, onde os atletas apoiados pela FME de Jaraguá do Sul – da qual são beneficiários do programa de bolsa-atleta – precisam constar e para isso correm atrás de preciosos pontos. Estes podem render uma vaga na Seleção Brasileira da modalidade, no grupo que representará o país nos Jogos Olímpicos.

“Depois de oito anos estou voltando às etapas internacionais. Do Brasil, na minha categoria, tem onze pilotos na disputa, fora os competidores da América do Sul e Latina. Não vai ser fácil. Na verdade, será uma pedreira”, analisou Guilherme, o popular Borcha.

“Os treinamentos já vêm desde o ano passado. Neste ano mudei de treinador, para o técnico da Seleção Brasileira, para chegar a um nível alto e conseguir os pontos que preciso para chegar ao Rio, em 2016”, informou Gonçalves.

O histórico recente da dupla os credencia a desempenhar um bom papel na competição, mesmo sabendo que a altitude – superior a 4 mil metros – será um obstáculo a mais na batalha por seus objetivos. Enquanto Borcha foi campeão dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), Felippi faturou a medalha de ouro nos Joguinhos Abertos, ambos no ano que passou.

“Nunca corri numa altitude dessas. Não sei como vai ser. Tentei, no treinamento, trabalhar um pouco o condicionamento físico. Mas só vamos saber lá se a preparação foi boa ou não. Será uma nova experiência”, disse Borcha.

Apesar do ‘elemento surpresa’, a expectativa de trazer um excelente resultado se mantém. “Espero que seja uma boa prova para a gente. E que a gente chegue na final. Essa é a minha meta, chegar entre os três na categoria Junior. Mas chegando na final já será um grande resultado, pois o nível será altíssimo”, concluiu Gonçalves.

More in Ciclismo