Connect with us

Olímpicos

Baseball: Jaraguaenses reforçam o time do Joinville Royals

© Germano Rorato Neto (Agência Avante!)

© Germano Rorato Neto (Agência Avante!)

O crescimento dos chamados ‘esportes americanos’ no Brasil é algo que vem chamando a atenção não só da mídia, como das próprias ligas norte-americanas. Recentemente tivemos a assinatura de um acordo de cooperação entre a NBA e o Novo Basquete Brasil (NBB). No último domingo, durante a final do Superbowl (a final do futebol americano), o proprietário do campeão New England Patriots, Robert Kraft, anunciou seu interesse em trazer sua equipe para jogar no país.

Porém, o estágio mais avançado de intercâmbio é o da Major League Baseball (MLB), que já conta com cinco atletas brasileiros em suas equipes e realiza visitas aos times do país, com o objetivo de levantar um completo diagnóstico da modalidade. E um dos times a serem ‘mapeados’ é o Joinville Royals, que recebe em breve uma visita de representantes do Tampa Bay Rays, clube que inclusive mantém um centro de treinamentos em solo brasileiro.

Mas você deve estar se perguntando onde Jaraguá do Sul se enquadra nessa história, correto? Se encaixa por causa de Roberto Ferrucio Dalla Costa e Thiago Zandoná Chaves, jaraguaenses adeptos da modalidade, que se deslocam com regularidade até a vizinha cidade para treinar e jogar pelos Royals.

Natural de Lins, cidade do interior paulista, Dalla Costa é mais um entre tantos migrantes que escolheram nossa cidade como sua casa. Seu primeiro contato com a modalidade foi ainda na infância, uma vez que a cultura japonesa em sua cidade natal é muito forte. “Tenho um amigo [Wesley Kawano] que morava na frente de minha casa quando criança e praticava o esporte. Como era uma cidade pequena, várias crianças da minha idade e escola também praticavam o baseball. Então, o interesse aconteceu naturalmente”, informou.

Atleta com mais experiência na modalidade entre os treze ‘Royals’, nesta temporada cumprirá uma função dupla. Além de atuar, emprestará seu conhecimento na função de técnico. “Não estava previsto, mas com o tempo todos vão estar aptos para dividir essas funções. Eu já treinei um time com atletas até oito anos e foi uma experiência bem legal”, relembrou.

De momento, as equipes articulam nos bastidores a criação de um Campeonato Catarinense, fato que impulsionaria a modalidade no Estado. Hoje, além de Joinville, apenas Florianópolis [Floripa Ichiban] e Chapecó mantém equipes treinando com regularidade. “Um campeonato estadual não está muito distante de acontecer. Basta um pouco mais de organização e comunicação”, disse o atleta, que sonha em montar também uma equipe em Jaraguá do Sul. Mas isso algum dia. Ele chegou a treinar no extinto Jaraguá Ice Flames, equipe que acabou não vingando.

“Eu sonho sim em ter um time aqui em Jaraguá. Aliás, meu sonho é ter um time em cada cidade e cito como exemplo Penápolis, no interior de São Paulo, onde cada escola tem seu time de baseball”, concluiu Dalla Costa. Um sonho que pelo visto ele não sonha só e que logo pode se tornar em realidade.

More in Olímpicos