Connect with us

ADJ

Futsal: É campeão invicto! Jaraguá bate Carlos Barbosa e conquista título da Copa Três Coroas

A temporada 2019 não poderia começar melhor para o Jaraguá Futsal. Em jogo eletrizante e com direito a prorrogação na tarde deste domingo (17), o aurinegro derrotou o Carlos Barbosa por 3 a 1 no tempo extra, após um empate em 5 a 5 nos 40 minutos regulamentares, e faturou o título da Copa Três Coroas, no Rio Grande do Sul.

Daniel (3x), Nicolas (3x), Fernando e Oitomeia marcaram os gols da equipe jaraguaense, que fechou a competição com uma campanha perfeita de três vitórias em três jogos – antes havia superado o Pato (4 a 2) e Peñarol-URU (6 a 1). Lé (2x), Mithyuê (2x), Pesk e João Salla diminuíram para a ‘laranja mecânica’.

VEJA MAIS:

– Jaraguá goleia Peñarol e vai à final da Copa Três Coroas

– Com dois gols de Daniel e Éder, Jaraguá vence Pato na estreia da Copa Três Coroas

Com hat-trick na final, Daniel terminou como grande destaque do aurinegro e artilheiro da competição, com sete gols | Foto: Ariane Tadday

Com hat-trick na final, Daniel terminou como grande destaque do aurinegro e artilheiro da competição, com sete gols | Foto: Ariane Tadday

O triunfo não só dá o caneco como tem sabor de vingança para o Jaraguá. Isso porque, na edição de 2018, os catarinenses viram os gaúchos levantarem a taça do torneio de pré-temporada ao vencer a decisão, por 3 a 2. De quebra, o clube volta a soltar o grito de campeão após dois anos, já que o último título foi conquistado em 2016 na Supercopa dos Campeões, justamente sobre a ACBF.

Agora, os comandados de Ferretti voltam aos treinos na próxima quarta-feira (20), quando será iniciada a preparação para a Copa Uniasselvi 20 anos, que acontece entre os dias 27 de fevereiro e 1º de março, na cidade de Blumenau. O aurinegro estreia contra o maior rival Joinville e depois ainda terá pela frente os donos da casa e o Pato.

 

O jogo

O Carlos Barbosa começou melhor a partida e saiu na frente, com a famosa lei do ex, aplicada por Lé. Mas após um tempo pedido pelo técnico Fernando Ferretti, o Jaraguá voltou com outra postura e conseguiu uma grande virada ainda no primeiro tempo.

Aos 14 minutos, Richard cobrou escanteio em direção à área e Daniel, de primeira, empatou. No minuto seguinte, veio a virada. Fernando desarmou o adversário, carregou a bola sozinho em contra-ataque e finalizou de longe, no canto direito, sem chances para Gian Wolverine.

Aos 17, foi a vez de Oitomeia dar uma arrancada incrível da quadra de defesa, passar pela marcação até acertar uma bomba de esquerda, com a bola ainda batendo no travessão antes de entrar, decretando o placar de 3 a 1 antes do intervalo.

A superioridade do aurinegro se manteve no início do segundo tempo. Com pouco mais de um minuto de bola rolando, Oitomeia roubou a bola no ataque e serviu Daniel, que matou no peito tirando da marcação, e bateu de canhota para fazer seu segundo gol no jogo, quarto da equipe.

Foto: Ariane Tadday

Foto: Ulisses Castro/ACBF

Mesmo com a boa vantagem, o Jaraguá não diminuiu o ritmo e seguiu criando grandes chances, sendo a melhor delas com Poletto, que acertou a trave esquerda. Mas sem êxito nas conclusões, o time jaraguaense ainda viu o rival gaúcho ser letal na sua principal chegada na etapa final.

Jogando adiantado, Wolverine chutou em direção ao gol e Pesk desviou para diminuiR. Porém, um minuto depois, o aurinegro voltou a colocar três gols de vantagem. Em desarme de Costelinha, a bola sobrou para Nicolas que soltou uma bomba de longe para marcar seu primeiro gol com a camisa aurinegra.

Quando parecia que a vitória dos catarinenses já era certa, o Carlos Barbosa reagiu e buscou um empate heroico. Aos 14, Mithyuê marcou em cobrança de falta ensaiada. Depois, a ACBF teve três tiros livres diretos consecutivo. No primeiro, Jean Reis defendeu cobrança de João Salla, aos 17.

No segundo, aos 19, Jean voltou a evitar o gol do mesmo cobrador, mas o árbitro mandou repetir pelo goleiro ter se adiantado, resultando ainda num cartão amarelo. Com isso, João Neto entrou para defender a cobrança. Mas na terceira tentativa, Salla acertou o ângulo para colocar fogo no jogo.

Até que, restando apenas 25 segundos para o fim, Lé aproveitou passe de Wolverine e chutou cruzado para arrancar o empate improvável, forçando o tempo extra.

Prorrogação

Após um começo morno, o Jaraguá ficou em vantagem, aos 3 minutos. Costelinha puxou contra-ataque e cruzou rasteiro para Daniel anotar seu hat-trick e se isolar na artilharia do torneio, com sete gols.

Menos de um minuto depois, a ACBF cometeu a sexta falta coletiva. Na cobrança do tiro livre, Nicolas deslocou o goleiro e ampliou. A resposta do time gaúcho foi muito rápida e Mithyuê voltou a diminuir no último minuto do primeiro tempo extra.

Foto: Ulisses Castro/ACBF

Foto: Ulisses Castro/ACBF

O time laranja quase chegou ao empate logo nos primeiros segundos da etapa final, com Selbach, que carimbou a trave esquerda. Com o passar do tempo, o aurinegro foi controlando o resultado e ainda conseguiu ‘matar’ a partida. Faltando 30 segundos, Nicolas recebeu passe de Oitomeia e chutou no alto para anotar seu hat-trick e decretar o título do Jaraguá.

LEIA TAMBÉM:

– Copa Uniasselvi muda de data após substituição de clubes

– Trabalhos intensos e busca pelo equilíbrio: confira como o Jaraguá entra na reta final de pré-temporada

– LNF confirma número de participantes da competição em 2019

– Havan é a nova patrocinadora do Jaraguá

– Com discursos ambiciosos, Jaraguá se apresenta oficialmente para temporada

– Para aumentar renda, Jaraguá confirma novo programa de sócio torcedor

More in ADJ