Connect with us

Estado

FCF e Associação de Clubes emitem notas de repúdio aos atos de vandalismo ocorridos no Figueirense

Torcedores invadiram o treino no último sábado (5) | Foto: Thiago Rodrigues/Twitter

Texto: Ewaldo Willerding Neto/OCP News

A Federação Catarinense de Futebol e a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina emitiram notas de repúdio aos atos de vandalismo e violência ocorridos no sábado (5) no estádio Orlando Scarpelli, do Figueirense, em Florianópolis.

Um grupo de pessoas, pelo menos duas delas portando armas de fogo, quebrou o portão 8 do estádio e invadiu o estádio enquanto jogadores e comissão técnica trabalhavam visando o jogo de terça-feira (8), contra o Cuiabá, pela Série B. Eles reclamavam dos maus resultados do time na competição.

O Figueirense acumula duas derrotas seguidas e está na 16ª colocação, com cinco pontos em sete jogos disputados.

Confira a nota da Federação Catarinense de Futebol

NOTA DE REPÚDIO

“A Federação Catarinense de Futebol vem a público manifestar seu profundo repúdio ao ocorrido na tarde deste sábado (05), quando pessoas mal intencionadas passaram de todos os limites e, considerando-se no direito de tal, invadiram o treino do Figueirense Futebol Clube e cometeram atos de violência física e moral.

É inadmissível que a dignidade de profissionais – e acima de tudo seres humanos – seja atacada de qualquer maneira, muito menos quando partem para a agressão e tiram a paz de quem está ali trabalhando, desempenhando sua respectiva profissão com responsabilidade e comprometimento.

O esporte existe para levar alegria à todos os envolvidos e, quando um grupo pensa que pode traçar o caminho inverso e promover o caos e o desrespeito, precisamos agir. Nos posicionamos com firmeza ao lado do clube após esse episódio lastimável e não podemos aceitar que o nosso futebol tenha as marcas negativas de indivíduos mal-intencionados, mesmo que sejam a minoria.

Prestamos nossa solidariedade aos que foram covardemente agredidos no estádio Orlando Scarpelli e reiteramos que vamos continuar, ao lado dos filiados e das autoridades, trabalhando por um dia a dia digno e seguro em Santa Catarina”.

Confira a nota da Associação de Clubes

REPÚDIO À VIOLÊNCIA NO FUTEBOL

“Quando um clube de futebol é ferido, como foi covardemente o nosso afiliado Figueirense F.C. na tarde deste sábado, não podemos ficar calados. Afinal, todos nós fomos agredidos.
É inadmissível aceitar que um grupo de pessoas que se consideram torcedores façam o que fizeram: invadir um campo de futebol para agredir jogadores e comissão técnica que estavam trabalhando. Isso mesmo! Trabalhando num sábado à tarde, quando a maioria dos trabalhadores estava descansando, muitos num feriadão.
A Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina está ao lado do Figueirense para lutar contra esse tipo de atitude, que não é de quem faz futebol, mas de quem se acha no direito da usar da violência física e moral para agredir os que estão trabalhando e buscando o seu melhor.
Isso não é futebol!
Isso tem que acabar!
Junto com a Polícia Militar e o Ministério Público já evoluímos bastante no desenvolvimento do futebol seguro em Santa Catarina e iremos continuar juntos nessa luta, porque o que aconteceu no Estádio Orlando Scarpelli ontem não pode passar ileso.
Fica aqui externada a nossa solidariedade à Diretoria e a todos os colaboradores do Figueirense Futebol Clube e também o apoio de todos os clubes que integram o quadro da Associação para buscarmos a solução, a fim de evitar que isso não se repita mais em Santa Catarina”.

More in Estado