Connect with us

Amador

Guaramirim 72 anos: Escola de futebol foca na inclusão social e oferece diversas atividades no Seleto

Foto: Arquivo OCP News

Ao invés das ruas, o campo. No lugar das vulnerabilidades do dia a dia, a bola. Este é o foco da Escola de Futebol do Seleto, desenvolvido em Guaramirim, que tem como objetivo a inclusão do esporte na rotina de crianças de 6 a 16 anos.

Em uma união de forças entre dirigentes, ex-jogadores, empresários e administração municipal, o tradicional clube da região foi reativado em 2017 após 35 anos de recesso com um projeto social para resgatar valores que são fundamentais para o desenvolvimento e a aprendizagem dos jovens.

Idealizado pelo ex-presidente Gutenberg Lopes Guedes, o Guto – hoje presidente do conselho fiscal -, a escolinha conta com mais de 300 crianças e adolescentes, que treinam três vezes por semana, no Estádio Municipal João Butschardt.

Foto: Divulgação

Uma iniciativa toda desenvolvida de forma gratuita a meninos e meninas, proporcionando educação, bem-estar e saúde, e através do esporte inserir valores éticos e morais, sendo um local de apoio para as famílias e a sociedade.

“O Seleto estava desativado desde 1982 e a minha ideia sempre foi voltar com o foco no projeto social de uma escolinha. O objetivo é dar um entretenimento e tirar essas crianças da vulnerabilidade, independente da classe social. Aqui não existe padrão econômico, cor da pele, se tem alguma deficiência ou não. A pauta é o cidadão e o futebol é o meio para trabalhar”, disse Guto.

Para o andamento do projeto, o apoio da cidade vem sendo irrestrito. Empresários investiram na compra de bolas, materiais, uniformes, disputas de campeonatos, entre outras despesas, enquanto a administração municipal apoia cedendo o local para treinos.

Além disso, há o subsidio pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério da Cidadania do Governo Federal.

Tudo para tornar a escolinha uma referência nacional em processos metodológicos de ensino científicopedagógico na iniciação esportiva, formando o indivíduo nas áreas psicomotoras, técnicas, táticas e coletivas.

Professores gabaritados

Em todos os treinamentos, os alunos são avaliados no aspecto comportamental e disciplinar. Os que descumprem algumas regras básicas como, por exemplo, falar palavrões, são rapidamente orientados pelos professores.

Dois deles, inclusive, carregam grande bagagem no futebol, como Darci e Gomes, que jogaram em vários clubes do país e hoje se dedicam na formação de novos talentos e cidadão de bem.

“O esporte é um meio de transformação, de inclusão, independente de classe social, cor, sexo, quando se está praticando todos são iguais , com as mesmas regras e responsabilidades. Prezamos pela formação do cidadão acima de tudo, além disso se houver dentre essas crianças aqueles com objetivo de se tornarem atleta profissional, buscamos proporcionar oportunidades para que possa alcançar seu objetivo”, afirma Darci, coordenador geral.

Ex-jogadores profissionais, Gomes (E) e Darci (C) | Foto: Arquivo OCP News

“Queremos que as crianças se divirtam jogando futebol a nível de inclusão social e as pessoas estão entendendo qual é o objetivo do Seleto. Está sendo muito legal. Para nós como professores é muito importante ver esses meninos e meninas treinando ao invés de estarem nas ruas”, disse Gomes.

Reforço escolar

Além dos treinos de futebol, a escolinha do Seleto oferece aulas de reforço escolar nas disciplinas de matemática e português.

Elas são obrigatórias para alunos com notas abaixo da média escolar e opcional para aqueles que querem melhorar o conhecimento nas matérias ofertadas.

Foto: Arquivo OCP News

As aulas acontecem duas vezes por semana na segunda e quarta-feira, e ocorrem antes ou após os treinamentos.

A ferramenta de análise para a necessidade de reforço é o boletim, que é cobrado periodicamente, de acordo com o cronograma escolar.

Yoga e saúde

O projeto também contempla aulas de yoga para os pais e responsáveis, ministrado toda quarta-feira nas dependências do estádio.

Elas acontecem em sincronia com as aulas de futebol, ou seja, enquanto os filhos treinam os pais reservam o tempo para se exercitar.

Aulas de yoga também acontecem no Seleto | Foto: Divulgação

Além disso, tem uma parte especifica para saúde, com avaliações antropométricas e exames de sangue, realizadas e avaliadas por um laboratório apoiador do projeto.

A ação serve para detectar níveis de colesterol, diabete e triglicerídeos, sendo acompanhados por um fisiologista.

Aulas durante a pandemia

Mesmo durante os momentos mais complicados da pandemia, o Seleto não parou suas atividades, buscando proporcionar saúde e bem-estar aos seus alunos mesmo em casa.

Foram enviadas vídeo-aulas com treinos de motricidade e técnico, duas vezes por semana, além da aula on-line uma vez por semana.

Próximos objetivos

Apesar das tantas atividades, a Escola de Futebol do Seleto não para por aí. Dirigentes e professores ainda buscam atingir novas perspectivas a curto, médio e longo prazo.

Entre eles, a construção de um laboratório para avaliação e aplicação de exercícios físicos, que visam a melhoria e manutenção da saúde.

A iniciativa seria destinada não só para as crianças e adolescentes, mas também aos pais, responsáveis e toda comunidade, de forma gratuita.

Além disso, a escola busca abrir novos pólos e construir um centro de excelência.

Para quem quiser apoiar o projeto, é só entrar em contato com a secretaria do clube no telefone 3273-7959 ou através do email seletoclube.oficial@gmail.com.

More in Amador